Arquivo da categoria: Turismo e Urbanismo

Foto: Divulgação

Mais uma importante obra para o desenvolvimento econômico e turístico teve inicio nesta quinta-feira, 10 de dezembro, na cidade de União da Vitória, quando o prefeito Santin Roveda e seu vice Bachir Abbas, assinaram o contrato para a construção do Café Mirante, no Morro do Cristo.

Segundo o Setor de Planejamento da Prefeitura de União da Vitória, o valor total da obra da construção do Café Mirante no Morro do Cristo, será de R$ 387.037.75 sendo que R$ 350.000,00 reais, recurso decorrente do Ministério do Turismo, e uma contra partida da administração municipal no valor de R$ 100.832,20 recursos este dos pagamentos do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). Para este projeto o valor do capital social mínimo foi de R$ 45.000,00 e o preço máximo de R$ 450.832,20 já inclusos BDI, encargos sociais, taxas, impostos e emolumentos. A licitação para a construção do Café Mirante do Morro do Cristo foi em regime de execução empreitada por preço global. A empresa vencedora tem um prazo de 210 dias para entregar a obra e o serviço será feita pela empresa W.G. Edificações e Construções Ltda.

Para dar inicio as obras do Café Mirante o prefeito e o vice-prefeito, foram no Morro do Cristo, na tarde desta quinta-feira, onde fizeram a assinatura do contrato e puderam acompanhar os primeiros atos da empresa em construir o novo espaço. Santin Roveda, na oportunidade destacou a importância desta obra para o desenvolvimento turístico. “Turismo cada vez mais forte no Vale do Iguaçu, e o Morro do Cristo, que recebe diariamente várias pessoas recebe mais um investimento. Na nossa administração firmamos uma parceria com a empresa Wap que limpou a imagem do Cristo de União da Vitória que nos recebemos totalmente abandonada e sem o devido respeito. Agora iniciamos uma obra panorâmica o Café Mirante e com várias atrações que em breve será entregue para a população e valorizando o nosso turismo e a nossa beleza”, afirmou o prefeito.

Ainda em suas palavras o prefeito de União da Vitória, destacou que além do Café Mirante, a região do Morro do Cristo, vai receber mais investimentos por parte do novo governo do prefeito eleito Bachir Abbas.

Já em sua fala o vice-prefeito, também ressaltou a obra e da satisfação de junto ao prefeito Santin Roveda, fazer a assinatura do contrato para o desenvolvimento da região. “É com muita satisfação que estou junto com o prefeito Santin Roveda, assinando o contrato para as obras iniciarem no dia de hoje, que é uma reivindicação muito antiga e aqui terá um café que será chamado de Café Mirante, e quem vier em breve terá uma vista linda da cidade de União da Vitória, e a imagem do Cristo recebe mais de 40 mil pessoas que visitam este atrativo. Aqui vamos fazer além do Café Mirante também terá uma tirolesa e outras novidades numa parceria com as entidades que atuam no setor do turismo do município e fortalecendo a economia neste setor. É com alegria que estamos assinando este contrato na data de hoje”, enfatizou Bachir Abbas.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

A obra de recuperação da Casa da Família do Coronel Amazonas, localizada na avenida Abilon de Souza Naves, no distrito de São Cristóvão, segue em ritmo acelerado e a empresa está seguindo todas as orientações do projeto original da casa para preservar um dos principais pontos do início da história da cidade de União da Vitória.

A casa azul, como é conhecida quando foi construída foi feita toda de madeira e a empresa Construtora Alvir Lopes Ltda, segue todas as informações do projeto para que a população tenha a mesma casa. Os profissionais que estão fazendo o serviço, já fizeram a troca de muitas madeiras da parte interna e externa da moradia como também do chão da casa e outra equipe atua na reforma do telhado e forro. Além da parte da madeira a empresa também deve fazer todo o serviço da parte elétrica.

Segundo o projeto e informado no edital de licitação, serão substituídas as peças danificadas do telhado, forro, paredes e estrutura em geral, respeitando os modelos e materiais atuais, para preservar a casa da maneira como ela era quando construída. Também será feita a parte elétrica da casa, visando a segurança e estabilidade do patrimônio. Após as obras a casa será pintada, na cor característica azul.

O valor utilizado na reforma da casa veio de recursos destinados pela Câmara de Vereadores de União da Vitória no valor de R$ 94.450,00 reais. A empresa que venceu o processo licitatório foi a Construtora Alvir Lopes Ltda, e tem o prazo de 90 dias para entregar a obra. Os serviços tiveram início no dia 28 de setembro de 2020.

 

História:

Segundo informações do senhor Odilon Muncinelli ao blog “Onde fica Porto União”, a Casa do Amazonas também conhecido como a casa de cor azul, localizada no distrito de São Cristóvão, foi construída no ano de 1946 e está residência seria uma segunda casa com as mesmas caraterísticas da que foi destruída no ano de 1880. Outra informação que na Casa do Amazonas, na verdade quem residia lá era o filho do Coronel Amazonas o jovem Amazonas Marcondes Filho, mais conhecido como “Amazoninhas” que era casado com Sarah Pimpão Marcondes e uma das provas que a firma que a residência era do filho do Coronel Amazonas é as iniciais que tem na fachada da casa “AMF” que significam Amazonas Marcondes Filho. O casal tinha três filhas Maria Josefa (a Mimi), Maria Júlia e Maria da Conceição, as três Marias, daí a origem da denominação “Vila Maria”.

O professor de história Nivaldo Antônio Oliskovicz, também colabora com dados históricos de União da Vitória e destaca que a Casa do Amazonas também conhecida como a Fazenda dos Amazonas, foi construída próximo da estrada de ferro que passa na frente da residência. Se não existisse a estrada de ferro possivelmente a fachada da casa teria sido construída em direção ao rio Iguaçu, para a cidade de Porto União, onde fica oficialmente a casa do Coronel Amazonas na rua Coronel Amazonas, na quadra entre o Clube Concórdia e a Ponte Machado da Costa.

Imagem da árvore de Natal feita em 2017 no espaço, antes Faculdades Integradas do Vale do Iguaçu (Uniguaçu)
Foto: Marciel Borges

A Prefeitura de União da Vitória, junto ao Centro Universitário do Vale do Iguaçu (Uniguaçu), firmaram na manhã desta sexta-feira, 20 de novembro, uma nova parceria para a iluminação da árvore de Natal, que fica na região Sul da cidade, como já ocorreu no ano de 2017.

O prefeito Santin Roveda, esteve reunido na sede do Centro Universitário do Vale do Iguaçu, com os professores Mateus Cassol Tagliani, vice reitor e professor Hilton Tomal pró reitor administrativo, onde foi firmado a parceria entre as duas entidades para ser feita a decoração da árvore de Natal, que fica no espaço da Uniguaçu, as margens da via de acesso para as BRs 153 e 280.

“Eu tenho uma aproximação com a equipe da Uniguaçu, pois eles têm uma visão inovadora e empreendedora. Em 2017, firmamos uma parceria para que a árvore que fica na Uniguaçu, fosse iluminada e em conversa com os professores Mateus e Hilton, firmamos mais está parceria para a iluminação da árvore para o Natal 2020”, destacou o prefeito de União da Vitória, Santin Roveda.

Imagem da árvore de Natal feita em 2017 no espaço, antes Faculdades Integradas do Vale do Iguaçu (Uniguaçu)
Foto: Marciel Borges
Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Teve início nesta terça-feira, 04 de agosto, a instalação das placas do projeto Cicloturismo da Prefeitura de União da Vitória, numa parceria com a Associação de Turismo e Meio Ambiente (Atema) que tem como objetivo fazer com que os ciclistas tenham um trajeto para ser percorrido e conhecer as belezas de União da Vitória.

A primeira placa a ser instalada ocorreu na frente da rodoviária da cidade na divisa com o município de Porto União (SC). Os ciclistas ao fazer o percurso poderão conhecer os pontos turísticos na área central e terminando o trajeto na região do Rio dos Banhados, onde ficam as cachoeiras. Vale destacar que na região do Rio dos Banhados a empresa que venceu o processo licitatório já está fazendo o portal turístico com as devidas sinalizações para o passeio na região das cachoeiras.

O vice-prefeito de União da Vitória Bachir Abbas, falou sobre a importância das placas e lembrou de uma pessoa que sempre foi um idealizador pelo Cicloturismo nas cidades irmãs. “Importante este projeto e da boa parceria que temos junto com a Atema, Território Iguaçu e Associação Comercial em prol do turismo de União da Vitória. Sabemos que depois da pandemia o turismo regional será o forte e nos estamos trabalhando para isso. Quero aqui destacar o serviço do Cicloturismo e tenho que lembrar de uma pessoa que sempre foi um batalhador nesta área que foi o Eliéser Lourenzzetti do Senac de Porto União, que infelizmente nos deixou fazendo o que mais gostava que era o ciclismo, mas o sonho dele está virando realidade com a instalação das placas que vai fomentar o nosso turismo”, destacou Bachir Abbas.

Quem for fazer o trajeto terá a sua disposição uma placa com todas as informações e indicando o local, que o ciclista está. O Circuito Interestadual de Cicloturismo do Vale do Iguaçu, tem aproximadamente 400 km de circuito, sendo a mais longa rota de cicloturismo e a única interestadual do sul do Brasil que passa por seis municípios: Porto Vitória, União da Vitória, Bituruna, General Carneiro cidades estra no Estado do Paraná e Porto União e Irineópolis que fica em Santa Catarina.

Para conhecer mais sobre o Cicloturismo acesse o site: https://www.cicloturismovaledoiguacu.com.br/

Imagem do projeto do Café Mirante do Morro do Cristo em União da Vitória

O município de União da Vitória, vem trabalhando com várias atividades pensando no pós-pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), para que o turista tenha a sua disposição, vários locais, para visitar em União da Vitória como também na região Sul do Paraná e divisa com a cidade de Porto União (SC).

No mês de junho a empresa Construtora Alvir Lopes, que venceu o processo de licitação deu início a construção do painel de orientação na região do Rio dos Banhados, o valor orçado para este serviço é de R$ 95.299,99 numa parceria entre a Prefeitura de União da Vitória e a Caixa Econômica Federal (CEF). Outro importante obra que deve sair do papel é a construção no Café Mirante no Morro do Cristo, numa parceria entre a Prefeitura de União da Vitória e o Ministério do Turismo.

Segundo o Setor de Planejamento da Prefeitura de União da Vitória, o valor total da obra da construção do Café Mirante no Morro do Cristo, será de R$ 450.832,20 sendo que R$ 350.000,00 recurso decorrente do Ministério do Turismo, e uma contra partida da administração municipal no valor de R$ 100.832,20 recurso este dos pagamentos do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). A documentação confirma que a abertura dos envelopes será no dia 12 de agosto às 14h, na sala de licitações da Prefeitura que fica no 4ª andar do prédio central da administração.

Para este projeto o valor do capital social mínimo é de R$ 45.000,00 e o preço máximo de R$ 450.832,20 já inclusos BDI, encargos sociais, taxas, impostos e emolumentos. A licitação para a construção do Café Mirante do Morro do Cristo será em regime de execução empreitada por preço global. A empresa vencedora terá um prazo de 210 dias para entregar a obra.

“Outra reivindicação e a importância de parcerias como da Atema, é a valorização dos pontos turísticos de União da Vitória e da região, em destaque o Cristo que em breve terá um local para as pessoas tomarem um café, ou água e ter um dia agradável. Está obra do Café do Morro do Cristo é um recurso do Ministério do Turismo com contra partida da Prefeitura de União da Vitória, pois nós já estamos trabalhando no pós-pandemia. Sabemos que em breve as pessoas vão voltar a fazer as visitas nos pontos turísticos, mas não vão querer ir tão longe e aqui em União da Vitória, estamos trabalhando para receber a todos”, enfatizou o vice-prefeito Bachir Abbas.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Está marcado para o dia 30 de julho (quinta-feira), a abertura dos envelopes das empresas interessadas em fazer a obra de reforma da Casa dos Amazonas, localizada no distrito de São Cristóvão. Segundo o setor de Licitação da Prefeitura de União da Vitória, a licitação será no formato menor valor global.

A documentação da Prefeitura confirma que a licitação é para a contratação de Empresa Especializada para Execução de Serviços de Reforma da “Casa Coronel Amazonas”, conforme Projetos Memorial Descritivo e a área total da edificação é de 215,00 m². A empresa que vencer o processo licitatório, terá um prazo de 90 dias para entregar o serviço. Nesta documentação o capital social mínimo é de R$ 9.400,00 e o preço máximo é de R$ 94.719,12 já inclusos BDI, encargos sociais, taxas, impostos e emolumentos.

A reforma da Casa dos Amazonas é um pedido antigos da comunidade como de acadêmicos do curso de História da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) campus de União da Vitória, que utilizaram deste patrimônio para o conhecimento da história local e regional. A própria Unespar, junto a Secretaria Municipal de Cultura da cidade já se reuniram por várias oportunidades para debater um projeto de recuperação do patrimônio histórico de União da Vitória e com o passar do tempo algumas melhorias para evitar da destruição da casa foi feita por acadêmicos do curso.

O vice-prefeito Bachir Abbas que já foi secretário Municipal de Cultura de União da Vitória, destaca a importância da reforma deste patrimônio histórico do município. “A gente já era questionado sobre está reforma, eu que já fui secretário de Cultura, sei que essa era uma grande demanda que tínhamos na Secretaria de Cultura, pois o setor cultural e histórico, sempre nos cobravam e sabíamos que a situação da casa estava deplorável. E agora o prefeito Santin Roveda e eu vamos fazer a licitação para a reforma da Casa dos Amazonas. Outro ponto que destaco é a participação dos vereadores que destinaram um recurso para a recuperação, num trabalho de economia da Casa de Leis. Então confirmo que no dia 30 será aberto os envelopes para a recuperação deste espaço para a alegria de muitas pessoas e de acadêmicos da Unespar”, enfatizou Bachir Abbas.

 

História:

Segundo informações do senhor Odilon Muncinelli ao blog “Onde fica Porto União”, a Casa do Amazonas também conhecido como a casa de cor azul, localizada no distrito de São Cristóvão, foi construída no ano de 1946 e está residência seria uma segunda casa com as mesmas caraterísticas da que foi destruída no ano de 1880. Outra informação que na Casa do Amazonas, na verdade quem residia lá era o filho do Coronel Amazonas o jovem Amazonas Marcondes Filho, mais conhecido como “Amazoninhas” que era casado com Sarah Pimpão Marcondes e uma das provas que afirma que a residência era do filho do Coronel Amazonas é as iniciais que tem na fachada da casa “AMF” que significam Amazonas Marcondes Filho. O casal tinha três filhas Maria Josefa (a Mimi), Maria Júlia e Maria da Conceição, as três Marias, daí a origem da denominação “Vila Maria”.

O professor de história Nivaldo Antônio Oliskovicz, também colabora com dados históricos de União da Vitória e destaca que a Casa do Amazonas também conhecida como a Fazenda dos Amazonas, foi construída próximo da estrada de ferro que passa na frente da residência. Se não existisse a estrada de ferro possivelmente a fachada da casa teria sido construída em direção ao rio Iguaçu, para a cidade de Porto União, onde fica oficialmente a casa do Coronel Amazonas na rua Coronel Amazonas, na quadra entre o Clube Concórdia e a Ponte Machado da Costa.

 

Patrimônio Histórico:

 

A casa do Coronel Amazonas, é um patrimônio tombado ao “Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do Município de União da Vitória”, nos termos do Decreto nº 90 de 27 de agosto de 2003, sendo este ato divulgado pela imprensa e registrado no Livro Tombo do Município com a finalidade de transformar em Centro de Documentação, Memoria e Pesquisa. Já no ano de 2005, o espaço foi cedido para a Faculdade Estadual de Filosofia Ciências Letras (FAFI) atualmente Universidade Estadual do Paraná (Unespar) campus de União da Vitória, por comodato por 10 anos a fim de transformar em um Arquivo Histórico. No dia 08 de agosto de 2012, mediante ofício, a Unespar rescindiu a cessão em comodato e devolveu a mencionada casa, tida como “histórica”, em razão de que a sua restauração é praticamente inviável, financeira e tecnicamente.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

A administração municipal de União da Vitória, não parou as obras e as devidas manutenções na área de turismo do município, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), pois o objetivo do setor é manter tudo organizado para receber os visitantes pós-pandemia.

Uma das obras que teve início no dia 22 de junho, foi a construção da estrutura de sinalização para indicação dos pontos turísticos de União da Vitória, na região do Rio dos Banhados. A empresa que venceu o processo licitatório foi a Construtora Alvir Lopes, e o valor orçado para este serviço é de R$ 95.299,99 numa parceria entre a Prefeitura de União da Vitória e a Caixa Econômica Federal (CEF).

A empresa Alvir Lopes tem um prazo de três meses para fazer a entrega. O prazo teve início no dia 22 de junho e termino para o dia 19 de setembro de 2020.

Hoje quem passa pelo trecho de acesso ao Rio dos Banhados, já pode verificar a estrutura e material para se fazer a obra. O vice-prefeito de União da Vitória, Bachir Abbas, comenta sobre as obras no setor do Turismo. “Sem dúvida um dos setores que sofreu com à pandemia do Coronavírus, foi o turismo. O que vemos que pós-pandemia o investimento será no turismo local e a Atema junto a Prefeitura de União da Vitória, tem trabalhado neste sentido e o portal era uma reivindicação antiga de todas as pessoas que atuam com o turismo. Então União da Vitória, com a ajuda de todos da Atema, Associação Comercial, o serviço para o pós-pandemia está acontecendo para em breve receber os turistas para conhecer as belas da nossa região”, comentou Bachir Abbas.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Casa do Empreendedor de União da Vitória recebe selo Referência

Uma grande conquista para o município. O SEBRAE concedeu em cerimônia, um Selo de Referência em Atendimento para a Casa do Empreendedor de União da Vitória. Durante o encontro realizado em Curitiba, foi destacado o comprometimento da equipe junto ao trabalho.

Nessa oportunidade União da Vitória recebeu o Selo Bronze de Referência em Atendimento do SEBRAE. Para ganhar o Selo, a Casa do Empreendedor precisou cumprir vários critérios que são apresentados em três pilares: Atendimento, Soluções para atender clientes e Gestão do Canal.

O objetivo principal desse Selo é reconhecer a rede de parceiros do SEBRAE/PR pelo seu desempenho no atendimento aos empreendedores e empresário, promovendo assim a sustentabilidade e competitividade dos pequenos negócios, tão importantes no desenvolvimento do município.

Dos 399 Municípios do Paraná, 165 contam com Casa do Empreendedor instalada. Entre elas, 71 receberam selo de qualidade em atendimento, referente ao ano de 2017.

A Sala do Empreendedor de União da Vitória realiza em torno de 400 atendimentos por mês aos empresários do Município de forma gratuita, com encaminhamento para cursos e consultorias, microcrédito, além de diversos serviços orientados, pessoais e personalizados. A equipe da Casa do Empreendedor é composta pelo Chefe da Divisão de Indústria e Comércio Valter Cano e pelos colaboradores Jaqueline Tomkio Figueiró, Cilene Marli Martins Stefanes, Dario Osny Hansch e Larissa Altmann.

União da Vitória contrata Jaime Lerner para novo planejamento Urbano

Hoje 25, a Prefeitura Municipal de União da Vitória estará assinando o contrato para Prestação de Serviço do Planejamento Urbano de União da Vitória com o conceituado arquiteto Jaime Lerner.  A assinatura da elaboração de diretrizes básicas de estruturação Urbana da Cidade irá acontecer no Instituto Jaime Lerner ás 15h.

Em seu plano de trabalho, Lerner e sua equipe estarão buscando explorar todo o potencial de crescimento e desenvolvimento ordenado da cidade. Elaborando diretrizes básicas de estruturação urbana de União da Vitória, visando estabelecer fundamentos urbanísticos para o futuro da cidade. Também será elaborado um estudo do transporte coletivo de passageiros, sistema viário e trânsito.

Será desenvolvido uma visão estratégica da cidade e estrutura de desenvolvimento, base econômica e também um desenho de União da Vitória e seu crescimento. Outro ponto que será trabalhado é a mobilidade e acessibilidade. Elaborando de inicio um estudo para o transporte coletivo de passageiros. O arquiteto Jaime Lerner, considerado o segundo melhor do mundo, promete mudar a cara de União da Vitória.

Flores de inverno enfeitam União da Vitória

Mais de 35 mil mudas de flores estão sendo plantadas pela prefeitura Municipal de União da Vitória. As flores amor perfeito, petúnia, cravo e boca de leão são plantas típicas de inverno que já chegaram às ruas da cidade.

Elas estão sendo plantadas pela equipe de urbanismo da prefeitura no terminal rodoviário, rotatória do shopping, estação ferroviária e canteiros centrais das ruas. É União da Vitória a cada dia mais bonita para você!