Arquivo da tag: Empresas

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

Com a homologação do Processo Licitatório e acatadas todas as recomendações do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, União da Vitória já conta com novos contratos em andamento para a prestação dos serviços de Coleta e Transporte de Resíduos Sólidos Urbanos Orgânicos e Não Recicláveis, a denominada Coleta Convencional, onde teve como vencedora a empresa Coleta e Industrialização de Resíduos Ltda (CRI), bem como para execução de serviços de Operação, Manutenção e Monitoramento Ambiental do Aterro Sanitário do Município, onde a empresa vencedora foi a LimpaTur Limpeza Urbana Ltda.

Os contratos tiveram início na última quinta-feira, dia 30 de julho, quando as duas empresas iniciaram os serviços.  A empresa CRI atua no ramo da Limpeza Urbana, Coleta e Destinação de Resíduos Sólidos desde 1999, executando os serviços em municípios nos três estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e no Nordeste do Brasil, no estado do Maranhão, atendendo órgãos públicos e empresas privadas. Para atender a demanda, serão utilizados três caminhões no período diurno e dois caminhões no período noturno. A LimpaTur é uma empresa instalada no município e já estava operando as atividades do aterro municipal.

Em União da Vitória, são coletadas e destinadas, em média, 820 toneladas por mês de resíduos sólidos orgânicos e não recicláveis, considerando toda a área urbana e os distritos rurais que são atendidos pela coleta. Nesse montante, muitos resíduos que poderiam ser coletados pela Coleta Seletiva de Resíduos Secos acabam sendo destinados ao aterro, devido a falta de uma melhor separação pelos geradores, e isso acaba por diminuir a vida útil do aterro. Ressaltamos a importância de se realizar a separação do material reciclável, o qual é fonte de renda para muitas famílias e ainda evita saturar o aterro municipal com este tipo de material.

Os equipamentos das duas empresas passaram por vistorias, previstas no edital de licitação, estando aptos à adequada prestação dos serviços. Os caminhões coletores compactadores são seminovos, dotados de carrocerias mais modernas e mais silenciosas, o que favorece na execução dos trabalhos do turno noturno.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente solicita a atenção dos munícipes quanto aos horários e dias da coleta convencional. No Centro e São Bernardo que são atendidos pelo serviço de segunda a sexta feira no período noturno, os resíduos somente devem ser dispostos nos logradouros após as 18 horas, evitando-se assim que sejam vasculhados por animais como cães….

Os serviços de coleta seletiva continuam sendo realizados pela Cooperativa de Trabalho dos Agentes Ecológicos (COOPERTRAGE) e os materiais recicláveis/reutilizáveis são doados pelo Município para a realização da triagem e processamento pelas duas entidades formadas por catadores de materiais recicláveis formalmente constituídas, a própria COOPERTRAGE e a Associação dos Recicladores e Coletores de Recicláveis do Vale do Iguaçu (ARCREVI).

Qualquer reclamação, sugestão ou solicitação podem ser realizadas à Ouvidoria Municipal, pelo telefone 3521 12 12.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

A Casa do Empreendedor de União da Vitória, registrou por quatro meses em relação com o mesmo período do ano de 2019, a abertura de novas empresas no município, mesmo com à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), isso não intimidou os empresários a investir para a geração de emprego.

Atualmente a sociedade brasileira vem acompanhando através dos veículos de comunicação as dificuldades de muitas empresas para não fecharem as portas, como também para obter crédito para manter em dia as contas em destaque a folha de pagamento. Em União da Vitória, a Casa do Empreendedor constatou que durante à pandemia muitos empresários ajuntaram toda a documentação e foram se formalizar para abrir a sua empresa na cidade. Além de abrir o empreendimento o empresário pensa na geração de emprego e no giro de recurso no comércio. Lembrado que na Casa do Empreendedor o futuro empresário tem a sua disposição uma equipe treinada para ajudar no desenvolvimento de sua empresa tendo o total apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e junto do Fomento Paraná.

O agente Administrativo, responsável pelo setor de Alvarás que atua na Casa do Empreendedor de União da Vitória, Dário Hansch, fala que à pandemia manteve a criação de novas empresas no município. “Então como podemos observar, apesar da pandemia, manteve-se praticamente o mesmo número de empresas abertas no município de União da Vitória, no mesmo período dos anos de 2019 e 2020”, afirmou Dário Hansch.

 

 Dados do mesmo período em 2019 e 2020

 

Empresas abertas em 2019

De 10/03/2019 até 13/07/2019

 

– Micro Empreendedor Individual (MEI) 216

 

– Micro Empresa (ME) 73

 

– Empresas de Pequeno Porte (EPP) 8

 

– Empresas e Inscrições de porte não classificado 29

 

Total 325 novas empresas

Empresas abertas em 2020

De 10/03/2020 até 13/07/2020

 

– Micro Empreendedor Individual (MEI) 243

 

– Micro Empresa (ME) 60

 

– Empresas de Pequeno Porte (EPP) 2

 

– Empresas e Inscrições de porte não classificado 21

 

Total 326 novas empresas

Serviço:

A Casa do Empreendedor de União da Vitória, está localizada na avenida Manoel Ribas, na área central do município, na frente do Clube Apolo, com atendimento de segunda à sexta-feira, das 13h às 17h, ou pelo telefone (42) 3523 14 13.

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

O prefeito de União da Vitória, Santin Roveda e o vice-prefeito Bachir Abbas, estiveram na manhã desta quinta-feira, 18 de junho, se reunindo com os profissionais que estão atuando diretamente nas ações contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no município, para a apresentação do novo decreto número 239/2020, que vai aplicar multa a empresas e para a sociedade que não cumprir as determinações do decreto municipal.

O novo decreto reafirma que está proibido ter aglomeração em qualquer local, e se tal fato foi constatado será feita as devidas orientações, e não se cumprida a multa. Já no final da tarde o prefeito e vice-prefeito esteve realizando uma coletiva de impressa, para explicar o novo decreto.

Novas medidas:

Sobre as empresas em destaque restaurantes, lanchonetes e bares a capacidade de pessoas fica determinado 50% com distanciamento. Se a equipe da Fiscalização junto com o apoio da Polícia Militar chegar no empreendimento e constatar descumprimento o dono será multado e pode até ter a licença (Alvará) recolhido ou outra pena o fechamento da empresa por tempo indeterminado.

Os supermercados também tiveram alteração no fluxo de clientes. Hoje o decreto 99/2020 determina quatro pessoas por fila do caixa e com distanciamento de um metro e meio. Com o novo decreto será possível seis pessoas por caixa e mantendo a distância. Outro ponto que foi destacado no novo decreto que crianças menores de 12 anos estão proibidas de entrar nos estabelecimentos e pessoas idosas acima de 60 anos serão novamente orientadas a evitar sair de casa e se cuidarem.

Nas empresas todos os colaboradores devem usar máscara e ter o álcool em gel na porta. Se a Fiscalização chegar no empreendimento e ver a falta da máscara no funcionário a multa será de R$ 2.500 e se tal ato ocorrer novamente a multa será de R$ 5 mil, isso no ato Pessoa Jurídica (P.J).

O cidadão:

Além das empresas o cidadão que estiveram em via pública e for abordado pelas equipes da Prefeitura de União da Vitória, será novamente orientado a usar a máscara ao sair de sua residência. Se tal pessoa não colocar a proteção também será multado no valor de R$ 150,00 e se tal ato de descumprir o decreto se repetir o cidadão será novamente multado só que no valor de R$ 300,00 e se não pagar a multa tal dívida será colocado no Cadastro de Pessoa Física (CPF) da pessoa. .

As penalidades:

No novo decreto em seu artigo 6ª fica esclarecido como será feita a questão da penalidade nas empresas. 1ª advertência. 2ª multa. 3ª suspenção de atividades. 4ª cassação do alvará de localização e funcionamento 5º demais penalidades previstas pelas legislações correntes.

O prefeito de União da Vitória, Santin Roveda, destacou que tais medidas fazem parte de várias reuniões feitas e ouvindo todos os setores da sociedade. “União da Vitória, ainda é uma ilha protegida do vírus, e a população pode confirmar nos dados divulgados pela Prefeitura de União da Vitória, através da Secretaria Municipal de Saúde, que tem uma equipe competente e o nosso compromisso é a transparência na divulgação dos casos. Está nova medida é um pedido da própria sociedade que solicita mais fiscalização. Temos empresários que afirmam que está fazendo a sua parte usando máscara e todas as recomendações da saúde, mas que o seu vizinho o concorrente não está dando a devida atenção ao caso. Então quero reafirmar que estamos conversando com os empresários, entidades e a sociedade e fazendo o pedido delas e perguntamos o que podemos fazer para que todos estejam fazendo a sua parte. O novo decreto já está feito já assinei e entra em vigor”, enfatizou o prefeito Santin Roveda.