Arquivo da tag: psicologia

Roda de conversa em União da Vitória abordou a Rede de Atenção Psicossocial na região e forneceu elementos para importante pesquisa

O Conselho Regional de Psicologia do Paraná (8ª Região) realizou na noite desta terça-feira (22) no Bistrô das Cultura, com apoio da prefeitura de União da Vitória, roda de conversa entre profissionais da psicologia da setorial Sudeste da entidade.
Sob título “Vamos falar sobre a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS)?”, o evento proporcionou espaço para a troca de experiências entre os profissionais e apresentou informações sobre a pesquisa “Cartografia da RAPS no estado do Paraná”, que está sendo realizada pelo CRP-PR com o objetivo de produzir conhecimento quanto à consolidação da Rede de Atenção Psicossocial no Estado, os desafios para a implantação da Reforma Psiquiátrica e as experiências bem sucedidas nos diferentes municípios.

A roda de conversa foi conduzida pelo pesquisador responsável pelo projeto, psicólogo Altieres Edemar Frei. Segundo ele, o objetivo da pesquisa é conhecer a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no Estado do Paraná, os desafios para a implantação da Reforma Psiquiátrica e as experiências bem-sucedidas nos diferentes municípios.

Frei explicou que a metodologia adotada é a cartografia, que permite flexibilidade à investigação: “Nós não temos um roteiro definido previamente. Assim, vamos identificando pistas que nos indicam o melhor caminho a seguir. Estas pistas podem surgir de conversas com profissionais ou usuários, por exemplo”.

O planejamento inicial de Altieres é visitar cerca de 40 municípios paranaenses até abril de 2019 – União da Vitória foi o sétimo já visitado.

A escolha dos territórios, em parte, está embasada em uma pesquisa com os próprios profissionais que atuam em um equipamento da RAPS respondem.
Participaram do encontro 14 profissionais atuantes em União da Vitória, Porto União, Paulo Frontin, Mallet e Cruz Machado.  “Agradecemos a participação de todas e ressaltamos que a colaboração entre profissionais fortalece a luta pelo cuidado adequado em saúde mental na região”, concluiu Frei.