Arquivo da tag: assistência

Foto: Comunicação Prefeitura de União da Vitória

O trabalho da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social de União da Vitória, vem atuando diariamente em várias frentes para ajudar neste momento da pandemia do coronavírus (Covid-19), e fazendo que nada falte para o bem estar das famílias nos quatro cantos do município.

As atividades no dia a dia antes da pandemia já eram grandes com várias ações no atendimento as famílias, crianças, adolescentes e idosos, e outras ações em prol de melhor atender pessoas e famílias de baixa renda. Com a pandemia do Covid-19, o trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social do município, aumentou, mas todos os profissionais estão empenhados e unidos para que nada falte e que toda a documentação seja feita corretamente e que o auxilio seja entregue para todos que precisam.

A Secretaria Municipal de Assistência Social, auxiliou muitos moradores em sua sede como nas unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), para fazer o Auxílio Emergencial do Governo Federal, como também deu total apoio no cadastro e entrega para as pessoas que fazem parte do CadÚnico, no Cartão Comida Boa do Governo do Estado do Paraná. Além do apoio em ações juntos com os governos, a Assistência Social de União da Vitória, também faz a entrega de alimentos e produtos de higiene e limpeza das doações recebidas dos munícipes, clubes de serviços, instituições entre outros.

Com a chegada do inverno neste sábado, 22 de junho, às 18h44, já teve início a Campanha do Agasalho 2020, onde a comunidade pode fazer a entrega de jaquetas, calças, meias, luvas, toucas, sapatos em bom estado, mas que não esteja sendo mais usado e que vai fazer toda a diferença para proteger o próximo das baixas temperaturas.

Como já destacado o trabalho da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social, é fazer a entrega das cestas básicas para muitas famílias e não está sendo diferente neste período da pandemia, onde o número de pessoas que estão solicitando o apoio, pois não estão trabalhando ou a renda familiar diminuiu. Diante deste cenário, a equipe tem uma listagem de pessoas cadastradas antes da pandemia e outra devido a pandemia e assim está sendo possível fazer a entrega de alimentos para muitas famílias.

“A nossa equipe sempre fez um trabalho muito bom, sempre atendeu a todos, mas devido a um aumento da procura, fizemos uma grande parceria junto com o Rotary, as universidades e a comunidade, para que todas as doações fossem entregues na Secretaria de Assistência Social. Nós já temos um cadastro das pessoas e agora estamos também fazendo um novo cadastro a parte para que todos que precisem de ajuda receba. Se cada entidades ou pessoa fazer uma campanha e fazer a entregue uma família pode ser beneficiada com quatro, cinco ou até seis cestas básicas e no outro lado uma família que realmente precisa não vai ter alimento na mesa, por isso a importância da união de todos”, destacou a primeira dama e secretária de Assistência Social de União da Vitória, Ana Claudia Portes Roveda.

Rede de Proteção da Criança e do Adolescente de UVA reúne-se com defensora pública

Reunião da Rede de Proteção da Criança e do Adolescente realizada ontem (09) na Secretaria de Assistência Social de União da Vitória contou com a presença da defensora pública Anna Carolina Carneiro Leão Duarte.
Participaram da reunião os representantes das Secretarias de Saúde (NASF), Educação e Assistência Social (CRAS e CREAS), Presidente do Conselho do Idoso, Presidente do CMDCA, Presidente do CMAS, Presidente do Provopar, Núcleo Regional de Educação, Núcleo de Prevenção de Violências e membros do Conselho Tutelar.
O principal objetivo do encontro foi a apresentação da defensoria local, criada em 2011 com o auxílio da Secretaria de Justiça, mas implementada apenas mais tarde no Paraná e que chegou em União da Vitória na semana passada.
“Por se tratar de uma entidade nova no município, torna-se maior a importância deste encontro. Assim foi possível apresentar a estrutura e ferramentas disponíveis em defesa das pessoas economicamente insuficientes ou vulneráveis ”, disse Anna.
Segundo a defensora, a entidade foca de modo especial as crianças e adolescentes que cumprem medidas sócio-educativas. “Isso porque ainda há no Brasil uma cultura social que contamina as medidas protetivas com um viés punitivista”, posicionou.
Para ela, o encontro foi proveitoso, haja vista que também foi possível conhecer os programas existentes e mantidos pela municipalidade. “Fica minha gratidão por um grupo tão amplo de mulheres que se empoderam e agem em defesa do cidadão de União da Vitória”, disse Anna.
A presidente da Rede, Marli Oanieski, destacou a importância do encontro. “A reunião de hoje nos permitiu apresentar dos componentes da Rede e conhecer o posicionamento da Defensoria Pública em União da Vitória”, destacou Marli.
A presidente do Provopar local, Hilda Roveda, também participou da reunião. “O setor de assistência social de União da Vitória só tem a ganhar com a chegada deste importante instrumento que é a defensoria”, disse Hilda.