Arquivo da tag: cheia

Num cenário sem previsão de chuvas, Rio Iguaçu estabiliza e expectativa é a de que seu nível comece a abaixar

Devido ao grande volume de chuva registrado nos Estados do Paraná e Santa Catarina desde o dia 29 de maio, o nível do rio Iguaçu subiu e alcançou, na manhã de segunda-feira (10), a marca de 6.06m. São 1.17m acima do nível de alerta.
Isso causou alguns transtornos, principalmente para as comunidades mais próximas ao rio Iguaçu. Neste cenário, convém ressaltar que a prefeitura municipal já agiu preventivamente. Prova disso são as casas ribeirinhas localizadas às margens da rodovia João Reolon (próximo ao campo universitário Uniguaçu) que, a exemplo de ações anteriores e com mesmo foco em outras regiões às margens do rio, foram desmanchadas em 2018, sendo as famílias contempladas com novas unidades habitacionais localizadas fora da área de risco.
Some-se também a experiência de órgãos como a SEC-Corpreri que desde a grande cheia de 1983 realiza importante trabalho de estudo e de ações preventivas em União da Vitória.
Entre elas, também está a manutenção de uma Defesa Civil ativa e permanente.
Neste evento atual, por exemplo, o órgão atuou em parceria com a secretaria de Assistência Social e 100 famílias foram cadastradas. Destas, apenas 15 famílias precisaram ser retiradas pelas ações coordenadas pela Defesa Civil, todas elas acompanhadas pessoalmente pelo prefeito Santin Roveda.
Segundo Simepar não há previsão de chuvas para os próximos dias. E desde ontem o rio permanece estabilizado e a tendência é que comece a abaixar nas próximas horas, mesmo que lentamente. “E nós continuamos em alerta e à disposição da população”, destacou Douglas Malschitzky, coordenador da Defesa Civil local.

Reunião matinal analisa dados e identifica 80 pontos com problemas causados pelas chuvas em União da Vitória

Com toda a região toda região sofrendo dia de 134mm de chuva nas últimas 48 horas, desde ontem (30) a prefeitura de União da Vitória e a Defesa Civil passaram a acompanhar o quadro que é preocupante. Mais que isso, com apoio de todas as secretarias, ações passaram a ser definidas e aplicadas com o acompanhamento direto do prefeito Santin Roveda.
Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (31), em seu gabinete, foram tratados dos 80 pontos identificados com complicações no município.
São situações que vão desde alagamentos causados por galerias entupidas ou sem vazão até destelhamentos até destelhamentos. “É importante que a população entenda que o volume de chuva é imenso. E que esteja certa de que estamos de prontidão. E quero, inclusive, destacar que não recebemos uma ligação sequer de situação emergencial, nem do centro, muito menos do interior. Aliás, isso também é fruto do excelente trabalho de manutenção que vem sendo realizado pela secretaria de obras nas estradas do interior”, destacou Santin.
Durante a reunião, os dados das últimas 24h deixaram um pouco mais leve a expectativa para a situação do Rio Iguaçu (no momento desta redação com 4,63m – 10h), haja vista que o volume de chuva, apesar de considerável, foi menor do que o se esperava. “E vamos torcer e rezar para que assim siga até domingo, com o rio se mantendo próximo ao nível de alerta apenas”, falou Santin.

Ao final da reunião em que pediu total atenção de todas as secretarias, Santin agradeceu ao apoio das instituições interligadas como Policia Militar, Bombeiros, SEC-Corpreri e prefeitura de Porto União.